Comentários e opiniões sobre a actualidade nacional e internacional, económica e não só.

Sábado, 13 de Outubro de 2007
Ironias
Os sindicatos têm vindo a queixar-se de "perseguições" no que diz respeito às manifestações que têm vindo a acompanhar o 1º ministro.

Se estas manifestações nada têm de críticável, perdem toda a credibilidade quando entram na peixeirada e no insulto pessoal práticamente abandonando a crítica política.

Mas no fundo muito tolerantes têm sido as autoridades.

Porque a lei vigente não permite manifestações sem autorização prévia do Governo Civil ou Presidentes de Cãmara. Assim como proibe cortejos e desfiles antes das 19:30.

E quem criou esta lei ?

Vasco Gonçalves, primeiro-ministro do felizmente único governo de influência comunista que tivemos em Portugal.

Ou seja, os sindicatos comunistas devem queixar-se da repressão .... "gonçalvista" que iria acontecer se não fosse o falhanço do 25 de Novembro.

Está na hora de se começar a deixar de ser políticamente incorrecto e perceber que a luta "anti-fascista" dos comunistas era para substituir a repressão fascista pela repressão comunista vigente nos países de leste, que até fazia os PIDE parecerem uns meninos de coro.

PS. Porque é que no caso da Covilhã acreditamos mais nos sindicalistas com a agenda política do PCP que na PSP ? Ingenuidades que em ditadura comunista (não existe democracia comunista) sairiam caras.


publicado por HomoEconomicus às 12:28
link do post | comentar | favorito

Sábado, 18 de Agosto de 2007
Verdade inconveniente, delinquência de pseudo-ambientalistas de extrema-esquerda
Veio recentemente a lume uma notícia que demonstra a loucura dos países "socialistas", neste caso a República Democrática Alemã.

Documentos da Stasi (a PIDE da RDA) provam que os guardas do muro de Berlim do lado da RDA tinham ordens para assassinar homens, mulheres e crianças que procurassem fugir do "paraíso socialista" para a "capitalista e imperialista" República Federal da Alemanha.

Muitos alemães foram assassinados por essa razão como se sabe.

O documento da Stasi diz textualmente :

"Não hesitem no uso de armas de fogo, incluindo quando as fugas na fronteira involvam mulheres e crianças, as quais têm dado vantagem aos traidores".

Palavras para quê. E os comunistas sempre souberam de tudo isto por muito ingénuos que alguns agora queiram parecer...

São as verdades inconvenientes que todos devemos conhecer.

Delinquência

Um gangue de delinquentes de extrema-esquerda, com a desculpa do "ambientalismo" invadiu e destruiu propriedade privada, neste caso um milheiral no Algarve.

Bastava vê-los na TV para ver um grupelho de falhados e parasitas da sociedade, que sonham em transformar o nosso país numa Cuba ou Coreia do Norte, embora nestes países não só não fizessem este tipo de acções pela fome que lá grassa, como se o fizessem seriam exemplarmente punidos pela destruição de produtos alimentares.

Para lá de que nas ditaduras parasitas como estes vão trabalhar ou são eliminados.

Em Portugal devem ser tratados como delinquentes que são. Invasão e destruição de propriedade privada é crime. A criminalidade deve ser punida.


publicado por HomoEconomicus às 20:12
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

Ironias

Verdade inconveniente, de...

arquivos

Novembro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds