Comentários e opiniões sobre a actualidade nacional e internacional, económica e não só.
Domingo, 7 de Outubro de 2007
Passar dos limites
A extrema-esquerda e a extrema-direita assumem-se na Europa cada vez mais como os párias da sociedade, os inadaptados que são. Defendendo-se como tendo "ideais políticos" pensam que dessa forma podem criar gangues com que actuam de forma criminosa procurando passar impunes à Justiça.

Felizmente as autoridades da Europa democrática percebem cada vez mais  o perigo deste novo tipo de criminalidade e começam a actuar com a firmeza necessária.

Portugal

Basta ler ...

"Em carta aberta divulgada na internet
Skinheads ameaçam magistrada do MP

Mário Machado, líder dos Portuguese Hammerskins, apela aos nacionalistas para que não se esqueçam do nome da procuradora Cândida Vilar, que acusou 36 skins
Mário Machado, líder dos Portuguese Hammerskins, apela aos nacionalistas para que não se esqueçam do nome da procuradora Cândida Vilar, que acusou 36 skins
Cândida Vilar, a procuradora que ao acusar formalmente 36 skinheads no dia 14 de Setembro impediu a libertação de Mário Machado por excesso de prisão preventiva, está na mira dos grupos de extrema-direita."
in Correio da Manhã

A extrema-direita da FN/PNR, ameaça de morte um magistrado. A seguir quem ? Ameaças ao PR, ao 1º Ministro, ao PGR ?

Espera-se uma actuação exemplar das autoridades, porque como a extrema-direita já avisou, o contar de espingardas começou. A democracia tem mais espingardas, não deve ter receio das utilizar para se defender dos que a atacam.

Porque quando se atacam instituições de um Estado de Direito Democrático estamos a falar de uma coisa apenas.

Terrorismo.

Dinamarca


As forças policiais actuaram de forma exemplar detendo mais de 400 delinquentes da extrema-esquerda que desta vez procuravam ocupar propriedade privada.

Uma vez procuram destruir propriedade privada, outras roubá-la. Actos criminosos em ambos os casos. E o seu trajar nestas  ocasiões demonstra o cariz das suas acções.

Suiça

Mais um país em que forças policiais têm que ser desviadas da criminalidade comum para actuarem contra as extremas que fazem o que apenas sabem fazer : violência sobre bens ou pessoas.


As extremas estão a dizer à Europa que a sua guerra contra a democracia começou. Ao contrário do séc. XX, a democracia irá ripostar à altura. Nem eles têm a noção disso. Coitados.


publicado por HomoEconomicus às 18:05
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

A bofetada de luva branca...

Por cá e por lá depois da...

A verdade dos factos

Facilitismos

O Tratado de Lisboa. O Te...

Racismos, xenofobias e ou...

Os combustíveis e a demag...

O Estado da Economia

Por cá e por lá, felizmen...

Justiça Desportiva

arquivos

Novembro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds