Comentários e opiniões sobre a actualidade nacional e internacional, económica e não só.
Sexta-feira, 24 de Agosto de 2007
Ainda a "silly season" e assuntos mais sérios
Ainda a "silly season"

Nesta época balnear, vê-se e ouve-se de tudo. Deve ser do calor apesar de nem estar muito ...

Gangues de delinquentes da extrema-esquerda

Estranha ou talvez não a atrapalhação do BE com os gangues de extrema-esquerda que no fundo ajudou a motivar. O líder do gangue do milheiral chegou a estar nas listas do BE e em acções  deste  "bloco" por exemplo.

Os mesmos gangues de criminosos que destruiram um milheiral não são muito diferentes dos que meses antes na baixa lisboeta tinham pintado paredes e destruido montras com a desculpa de "manifestação anti-fascista".

São "camaradas" de luta de gangues que lá fora já causaram mortes nas suas acções de "desobediência civil", ou seja terrorismo e tiremos o "eco" destas conversas.

Temos que pensar um pouco.

Se um gangue assalta um banco, ou uma gasolineira, mesmo sem mortes, entra em propriedade privada para roubar bens aos legítimos donos (dinheiro neste caso).

Todos os consideram criminosos, são perseguidos e punidos pelas Justiça.

O gangue do milheiral entrou numa propriedade privada para roubar (através da destruição) bens aos legítimos donos (milho neste caso).

Devem ser igualmente perseguidos com todos os meios das autoridades que forem necessários e punidos .

E claro que são igualmente criminosos.

Mas depois assistimos divertidos aos avanços e recuos do Miguel Portas (BE), entre o estar no sistema e o ser irreverente.

E a seguir entre o divertido e o estupefacto às declarações de Louçã (BE). Sim porque este :

. No fundo nunca condena de forma veemente a acção nem a punição do ataque ao milheiral. É tudo jogo de palavras.

. Afirma que as acções já seriam aceites se contra multinacionais (!). Se aquele milheiral fosse da multinacional Monsanto já era aceite ? E já agora, assaltar bancos dos "capitalistas" BCP, Barclays, BPI, etc., qualquer dia também é visto com "simpatia" desde que não provoque mortos e se calhar se provocar, é a luta revolucionária ...

. E acaba na maravilha do apoio a actos criminosos ao defender que seria normal os trabalhadores invadirem e ocuparem uma fábrica que os patrões tivessem encerrado durante o Verão, por muito éticamente condenável que a acção dos patrões seja, porque em termos de legalidade existem tribunais.

Ou seja, o Sol anda a afectar o pensamento de alguns ... ou se calhar agora estão a mostrar o que são para lá de esquerda chique...

Portela + 1

Os partidos de pouca visão ou guerrilha política, associados a independentes intelectualóides "modernos e participativos" e associados ao próprio António Costa (!) decidiram "estudar" (gastar o nosso dinheiro) num estudo sobre Portela + 1.

São os mesmos que depois se estarão nas tintas para muitos dos custos dobrados de funcionamento de 2 aeroportos.

São os mesmos que na sua pequenez e complexos defendem que Lisboa sem o aeroporto no meio da cidade deixava de ser visitada (uma idiotice pegada, claro).

São os mesmos que caso um dia haja uma desgraça sobre a cidade (que se espera que nunca se dê) no mínimo devem ser julgados por homícidio por negligência dado que a decisão de manter a Portela atrasada e ultrapassada como se viu nas últimas semanas, poluente e a obrigar os aviões a sobrevoarem o centro da capital, foi deles.

Zimbabwe

Parece que com a cimeira UE-África querem permitir que o ditadorzeco do Zimbabwe, que arrasou o país fazendo disparar o desemprego, diminuir drásticamente a esperança de vida, causar a fome e uma inflação que já ronda os milhares (!) de %,  visite Portugal.

Também deve ser um caso de insolação de políticos curtos de vistas.

Coisas mais sérias

Crédito ao ensino superior

Foi criado o crédito para estudantes do ensino superior que como principal vantagem tem o facto de sendo o Estado avalista todos podem aceder ao mesmo, mesmo tendo condições sócio-económicas que normalmente dificultavam esse tipo de crédito.

Outra vantagem é que permite o aumento de propinas.

Como se sabe, tanto nas próprias casas como em termos de Orçamento de Estado, não se pode estar anos consecutivos com défice, a gastar mais do que se recebe. Ou seja, o financiamento do ensino superior tem limites.

Por outro lado também se sabe que o ensino superior infelizmente é maioritáriamente  para jovens da classe média-alta e alta, entre outras razões pelas bolsas de estudo de miséria que existem.  É injusto os portugueses estarem a pagar impostos para financiar  essas classes sociais tendo em conta também que no fundo, o maior benefício do ensino superior é para a vida dos próprios alunos. Claro que também para o país embora actualmente muitos recém-licenciados naturalmente queiram ter carreira fora de Portugal.

(Não incluo aqui aqueles que por complexos com a matemática, que desculpam com "vocação", escolhem cursos em que sabem antecipadamente que o destino final será o desemprego e choram depois por um emprego no Estado, que naturalmente não existirá.)

O aumento de propinas para valores próximos dos reais (actualmente cobre 15% dos custos) permitirá a concessão de verdadeiras bolsas de estudo, que permitam aos verdadeiros necessitados estudarem com pagamento das necessidades do dia-a-dia de um estudante do ensino superior e não as bolsas de miséria que existem e impedem os mais carenciados de aceder ao ensino superior. E também permitirá o investimento em instalações e equipamentos dado que actualmente a maior parte do orçamento vai para salários.

Supremo Tribunal

O Supremo Tribunal acabou com a chantagem dos sindicatos de professores de influência comunista sobre sucessivos governos e estudantes através das greves na época de exames.

Acabou uma das palhaçadas do nosso sistema de ensino.


publicado por HomoEconomicus às 09:23
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

A bofetada de luva branca...

Por cá e por lá depois da...

A verdade dos factos

Facilitismos

O Tratado de Lisboa. O Te...

Racismos, xenofobias e ou...

Os combustíveis e a demag...

O Estado da Economia

Por cá e por lá, felizmen...

Justiça Desportiva

arquivos

Novembro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds